quinta-feira, 12 de abril de 2012

A única saída



Cavalgas abrindo caminhos
Em sela de seda e aço
Evitas flechas e espinhos
Em inimaginável compasso

Tendes as frestas abertas
Em teias invisíveis te transportas
E quando em solidão despertas
Chegam-te as certezas tortas

A honra sustenta a batalha
O vento balança a dúvida
Enquanto o sangue se espalha

No fim teu machado revida
Vestindo o inimigo em mortalha
Mostrando-lhe a única saída

Mateus Medina
12/04/2012

4 comentários:

  1. "A honra sustenta a batalha
    O vento balança a dúvida
    Enquanto o sangue se espalha"

    A única saída é lutar, até ao fim!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  2. Deixo aqui um vídeo para xs leitorxs do espaço: http://vimeo.com/40411264

    ResponderEliminar
  3. Lutar até o fim, nunca desistir, mesmo que o mundo fale o contrário, não devemos desistir dos nossos sonhos..
    bjus!

    ResponderEliminar